As camadas de história além das fotos bonitas: uma sessão newborn em casa, com abordagem documental

Eu já falei sobre a fotografia newborn que eu idealizei quando estava grávida (e de outras expectativas malucas que criei) e sobre as fotos newborn que eu gostaria de ter num outro post aqui no blog.

E de fato eu não sei o que veio primeiro, não sei se hoje eu valorizo tanto algumas fotos pessoais que mostram como era minha vida com um bebê nos braços porque é o caminho que escolhi na minha fotografia ou se escolhi fazer fotos newborn em casa desse jeito, pra outras famílias, por que percebi a beleza que isso tinha na minha própria vida mesmo. 

Talvez as duas coisas tenham acontecido meio que juntas, mas não é a toa que eu sou apaixonada por fazer, pras famílias que escolhem uma sessão newborn em casa, justamente essas fotos aí que eu gostaria de ter hoje: fotos que tenham uma outra camada além do que é fofo, bonitinho e “na moda”. Fotos que, de verdade, contem a história dessas famílias – e a gente não conta história fazendo pose, porque a vida só acontece mesmo quando a gente não está posando, no final das contas, né?

Essas imagens aqui são de uma sessão newborn em casa assim, com fotos bonitas, mas com outras camadas também. É um pedacinho da história da Ana, com 36 dias, cercada de amor e cuidado da avó que veio de Minas pra ficar uns dias pra ajudar, do olhar e do colo dos pais e de toda a energia (e muitos pulos e voos) do irmãozinho mais velho.Nada contra fotos que só tem beleza, bebês dormindo em cestos com fundos coloridos, minha gente – eu sempre digo que todo estilo de fotografia tem seu lugar. Mas esse tipo de imagem aqui fala muito mais ao meu coração: é a beleza no meio da vida real. Daqui a alguns anos, quando esse começo da vida da Ana já estiver distante no tempo, parecendo “outra vida” pra essa família, essas fotos vão contar a história de como era a casa em que ela nasceu, a história desse pequeno mundo familiar girando em torno dessa vida nova, a história de como era um dia na vida dessa família que tinha acabado de crescer. Essas camadas tornam essas imagens valiosas, uma herança de família mesmo.

Nada contra fotos que só tem beleza, bebês dormindo em cestos com fundos coloridos, minha gente – eu sempre digo que todo estilo de fotografia tem seu lugar. Mas esse tipo de imagem aqui fala muito mais ao meu coração: é a beleza no meio da vida real. Daqui a alguns anos, quando esse começo da vida da Ana já estiver distante no tempo, parecendo “outra vida” pra essa família, essas fotos vão contar a história de como era a casa em que ela nasceu, a história desse pequeno mundo familiar girando em torno dessa vida nova, a história de como era um dia na vida dessa família que tinha acabado de crescer. Essas camadas tornam essas imagens valiosas, uma herança de família mesmo.

Se você achou esse post porque está buscando por uma sessão newborn em casa e vê sentido e beleza na fotografia do cotidiano e na vida real, você pode conhecer um pouco mais do meu trabalho aqui, e também me escrever no oi@carlaraiter.com.br. Vou adorar conversar com você e fazer fotos que farão parte da história e da herança visual da sua família.

Powered by SmugMug Owner Log In